Quase 10% dos alunos brasileiros repetiram de ano de 2016 para 2017

“Mais de três milhões de alunos repetiram de ano nas escolas de ensinos fundamental e médio brasileiras, públicas e privadas, de 2016 para 2017. Isso equivale a quase 10% do total de alunos matriculados no país: 35 milhões. O levantamento é do IDados com base no Censo Escolar 2017, divulgado em janeiro. Na rede pública, a taxa média de repetência é bem mais alta: 9,7%, ante 3,7% na privada.

Para João Batista Araujo e Oliveira, do Instituto Alfa e Beto, “trata-se de um verdadeiro genocídio, cuja causa principal é a incapacidade da escola de lidar com o que deveria ser sua especialidade: alunos com dificuldade de aprendizagem”.”

Mas apesar do alto índice de reprovação nas escolas, encontramos no Brasil lugares que já vêm utilizando a Neuroeducação como meio de evitar esse problema. É o caso da rede de Escolas de Apoio Meu Dever de Casa que, com 16 unidades espalhadas pelo Brasil teve um índice de 100% de aprovação dos alunos que fazem seus cursos.
Segundo Paulo Henrique Menezes, fundador da escola e do Método Estudo Eficaz, o segredo está em adequar o ambiente de estudos, qualificar os professores e ensinar técnicas que, com base na NeuroEducação, tornam o processo de aprendizagem muito mais eficaz. Uma verdadeira Noruega no Brasil.

Fonte:
Coluna Ancelmo Gois – Jornal O Globo

Comments

comments

Leave a Reply


Paulo Henrique Menezes
Estudioso em Neuroeducação
Empresário e estudioso de neuroeducação, ele criou o método de Estudo Eficaz com base nas mais recentes descobertas da neurociência e desenvolve técnicas para tornar os estudos mais eficazes.
EBOOK Grátis

Baixe o Ebook Guia Aluno Brilhante Grátis